"Apenas" mais uma humilhação na temporada

Johnson:imagem da frustração em péssima noite cottager
Não está mesmo sendo uma temporada fácil para o torcedor cottager. Eliminado de forma vergonhosa na Liga Europa, desta vez o time levou 5 a 0 do Manchester United, em pleno Craven Cottage, na pior derrota white pela liga inglesa em anos. Uma atuação apática, com diversos erros em todos os setores e uma partida impecável do United transformaram a noite em pesadelo para os fãs londrinos.


É claro que Martin Jol não poderia passar incólume a mais este revés. Optou por deixar Bobby Zamora no banco, e apostar na dupla Johnson/Dembele, que perdeu vários gols ao longo do jogo. É claro que Zamora entrou. Quando faltavam cinco minutos para a partida terminar. No meio, Bryan Ruiz demonstrou sua total inaptidão para marcar, dando liberdade a todos que caíam pelo setor esquerdo dos Red Devils.
Rooney fez o quarto na goleada do United
Foi assim que os visitantes abriram o placar, logo aos cinco minutos. Nani foi à linha de fundo - acompanhado de longe por Ruiz - e cruzou para Welbeck, igualmente sem marcação, fazer o primeiro. Aos 27, Giggs cruzou na área e Nani desviou para marcar 2 a 0. Aos 43, em contra-ataque, o português apenas rolou para Giggs chegar batendo e contar com desvio em Senderos para começar a goleada, 3 a 0.

Muita coisa pode ser resumida por aí. Os Cottagers simplesmente não chutaram a gol durante os primeiros 45 minutos, enquanto o United passeou e facilmente chegou ao escore.

Com um manager extremamente passivo, apenas acompanhando seu time ser massacrado, o Fulham não mudou seu ritmo para a etapa final. Na verdade, até mudou: muito pela preguiça do Manchester em continuar com um ritmo forte. Dembele e Riise criaram boas chances, mas pararam em uma pontaria horrível. Na verdade, o Manchester foi quem criou uma ótima chance, com Welbeck, mas o camisa 19 encobriu Stockdale e mandou na rede por fora.

O goleiro Lindegaard também impediu qualquer reação do Fulham, espalmando chute de Johnson aos 33 minutos. Assim, os donos da casa foram esmorecendo e viram o United conseguir dois gols no final.
De letra, Berbatov encerrou a humilhação
Aos 42 minutos, Rooney avançou livre e chutou da intermediária: um belo gol no canto esquerdo de Stockdale. E, aos 45, o fim da humilhação veio de letra. Berbatov desviou cruzamento da direita e fechou o placar com estilo. Para quem não perdia para os Red Devils em casa desde 2008, um 0-5 não poderia ser mais devastador.

Os londrinos fecharam o dia ocupando a 13° posição, com os mesmos 18 pontos. O saldo de gols, que estava zerado, chegou a cinco negativo. Por fim, a diferença para a zona de rebaixamento caiu para quatro pontos. Quer mais notícia "boa"? No próximo fim de semana, o adversário será o Chelsea, em Stamford Bridge.

Fulham: Stockdale, Baird (Kelly), Senderos, Hangeland, J. Riise, Etuhu, Murphy, Ruiz, Dempsey (Zamora), Johnson e Dembele.
Manchester United: Lindegaard, Jones (A. Young, depois Park), Smalling, Evans, Evra, Carrick, Giggs, Valencia, Nani, Welbeck (Berbatov) e Rooney.

Fotos: Fulham FC

Confira os gols do massacre do Manchester aqui, no site da ESPN Brasil.

2 comentários:

  1. E precisa de mais o que para os dirigentes do clube perceberem que martin jol é fraco? e por quanto tempo o fulham tera esse padrao dse jogo totalmente recuado? do que adianta ter bryan, duff, dempsey, dembele, zamora, johnson, e entrar em campo pra se defender e nao levar gols? ta certinho esse clube (Y)

    ResponderExcluir
  2. O time tá dando sinais de fragilidade há tempos. O empate contra o Odense depois de estar saindo ganhando por 2 x 0 provou isso.

    Tá certo que o elenco do Man Utd. é bem melhor que o nosso, mas tb não justifica esse "sacode" em pelo Craven Cottage.

    Já tá mais que na hora do Fulham acordar. Não podemos contar com a mesma sorte que tivemos com a "Great Scape", na temporada 2007/2008. O raio não cai 2x no mesmo lugar...

    ResponderExcluir