Fulham sai na frente, mas cede o empate ao Arsenal: 1 a 1

Murphy e Riise comemoram o gol contra de Vermaelen.
Foto: fulhamfc.com
Neste sábado o Fulham interrompeu a sequencia de vitórias do Arsenal e a sequência de gols de Robin Van Persie, no Emirates Stadium, com uma atuação digna de um clássico londrino. O resultado de 1 a 1, pela 13ª rodada da Premier League, deixou os Whites no 15° lugar na tabela.

O que se viu no empate deste sábado foi um Fulham que marca muito e sai com perigo nos contra-ataques. Diferentemente das atuações apáticas que o time vinha tendo, hoje os cottagers foram ao norte de londres determinados a conseguir um bom resultado.




Na primeira etapa as coisas pareciam se complicar para os cottagers, quando o russo Andrey Arshavin teve um gol anulado logo aos 3 minutos de jogo, e aos 9 o artilheiro Van Persie teve boa oportunidade em chute de fora da área, mas parou nas mãos de Mark Schwarzer.


Apesar se mostrar um pouco recuado na primeira etapa, o Fulham teve uma boa oportunidade no final do primeiro tempo, quando Moussa Dembele chutou com perigo e obrigou o polonês Szczesny a fazer uma grande defesa.


Baird marcando Van Persie.
Foto: BBC / Getty Images
Na segunda etapa o Fulham voltou com uma postura um pouco diferente, não cedendo muitos espaços para o ataque dos Gunners e em alguns momentos, ameaçando nos contra-ataques. Destaque para o trio de ataque formado por Bryan Ruiz, Moussa Dembele e Bobby Zamora, que obrigaram os zagueiros Vermaelen e Mertesacker a trabalhar.


Aos 65 minutos de jogo, o capitão Murphy levantou para John Arne Riise na área, que dominou no peito e acabou adiantando demais a bola. Mas a sorte estava do lado Fulham, quando no mesmo lance, o zagueiro belga Vermaelen se atrapalhou na cobertura e acabou tocando para dentro do próprio gol, abrindo o placar no Emirates Stadium.


Após o gol contra, o Fulham acabou recuando demais e sofreu com a pressão dos gunners, que por sua vez tinham que buscar, no mínimo, um empate em casa. Aos 75' o técnico Martin Jol colocou o suíço Kasami no lugar de Bryan Ruiz, o que resultou numa queda de rendimento do time.


Aos 78 minutos de jogo, Andrew Johnson entrou no lugar de Bobby Zamora para tentar dar alguma força ofensiva ao time do Fulham, mas acabou tendo atuação discreta diante da pressão dos gunners, que haviam reforçado seu ataque com as entradas de Gervinho e Chamakh, nos lugares de Ramsey e Arshavin, respectivamente.


O Fulham estava muito recuado e tentava resistir ao poderoso ataque do Arsenal, obrigando Mark Schwarzer a fazer grandes e importantes defesas. O bloqueio defensivo cottager resistiu até os 81 minutos de jogo, quando Thomas Vermaelen subiu sozinho na área do Fulham, marcando o gol de empate e se redimindo do gol contra.


No apito final o resultado foi o empate em 1 a 1, com atuação boa atuação do Fulham, como há tempos não se via. Após a partida, ficou a nítida sensação que os cottagers poderiam ter vencido no Emirates, mas o empate deste sábado está longe de ser um mal-resultado.

Clique aqui para ver os gols do jogo no site da Espn Brasil.

COME ON YOU WHITES!

Nenhum comentário:

Postar um comentário