Time misto, estádio vazio e empate na estréia da fase de grupos

Foto: BBC / Getty Images
A fase de grupos da UEFA Europa League começou mal para o Fulham, que enfrentou os holandeses do FC Twente, diante de um Craven Cottage semi-vazio na noite da ultima quinta-feira em Londres.

Nossa memória não permitiu lembrar que Bryan Ruiz, já havia jogado as fases preliminares com a camisa do Twente e por isso, não poderá atuar pelo Fulham na fase de grupos. Conforme o esperado, Grygera foi o titular da lateral-direita, onde teve boa atuação.

Martin Jol escalou um time misto para a estréia na fase de grupos da UEL. O suíço Kasami  ocupou o lugar de Damien Duff , no meio-campo, Andrew Johnson  foi o titular do ataque, ao lado de Dembele. Na defesa, Chris Baird formou a dupla de zaga com Brede Hangeland.

O Fulham começou bem o jogo, criando boas jogadas e pressionando o time do Twente, mas novamente perdendo muitos gols, especialmente com Clint Dempsey. O jovem Kasami, que assumiu o lugar de Duff,  teve dificuldades em armar o time e acabou errando muitos passes importantes na primeira etapa.

O Twente,jogava com uma postura bastante defensiva e cautelosa, procurando explorar os contra-ataques em velocidade. Os holandeses também tiveram algumas oportunidades no primeiro tempo, que pararam nas mãos de Mark Schwarzer.

Aos 19 min de jogo, o lateral esquerdo do Twente,  Dwight Tiendalli errou ao tentar um passe lateral e a bola acabou caindo nos pés de Andrew Johnson, que se antecipou a defesa e não perdoou,  abrindo o placar em Craven Cottage.

Quando tudo parecia se resolver para os cottagers e o jogo se encaminhava para o intervalo, com a significativa vantagem de um gol para os cottagers. Um cruzamento na área encontrou Luuk De Jong, que desviou de cabeça, a bola pegou na trave e nas costas do goleirão Mark Schwarzer, indo parar no fundo da rede.

No segundo tempo o técnico Martin Jol ainda tentou mexer no time, colocando Duff no lugar de Kasami, Zamora no lugar de Andrew Johnson e Senderos, que substituiu Briggs, no decorrer do segundo tempo.

As três mudanças não sortiram muito efeito no jogo. O Fulham até tentou pressionar, mas não conseguiu ter efetividade em suas finalizações. Satisfeito com o empate, o  Twente, do experiente técnico Co Adriaanse, pouco atacou no segundo tempo.

E no apito final, o resultado ficou no empate em 1 a 1, pra felicidade dos holandeses e decepção da torcida do Fulham em todo o mundo.

O próximo desafio é pela Premier League, contra o Manchester City, no Etihad Stadium.

COME ON YOU WHITES!

Nenhum comentário:

Postar um comentário