Internacionais Cottagers rumo a 2014

No último sábado, foram sorteados os grupos das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014, a ser disputada no Brasil. Alguns jogadores Cottagers comumente convocados deverão estar presentes na disputa. Começamos falando do continente europeu, cuja começa em 7 de setembro de 2012 e vai até 15 de outubro de 2013. Os vencedores dos nove grupos garantem vaga direta, enquanto os oito melhores segundos jogam playoffs para definir mais quatro classificados.


No grupo A, ficou a Bélgica do atacante Moussa Dembele. Os belgas terão pela frente no desafio de retornar a um Mundial - sua última participação foi em 2002 - contra Croácia, Sérvia, Escócia, Macedônia e Gales.

Os irlandeses Damien Duff e Stephen Kelly terão vida dura se quiserem fazer sua seleção vir ao Brasil. A Irlanda caiu na chave C, junto de Alemanha, Suécia, Áustria, Ilhas Faroe e Cazaquistão. No grupo E, podemos ter confronto entre Cottagers. A Noruega, de Brede Hangeland, Bjorn Riise e John Riise enfrentará a Suíça, de Phillippe Senderos. Além destes dois países, ainda estão na chave Eslovênia, Albânia, Chipre e Islândia.

A vida de Aaron Hughes e Chris Baird, pela Irlanda do Norte, também não será nada fácil. Para tentarem levar a equipe a um Mundial depois de mais de 20 anos, eles terão de ajudar o país a superar Portugal, Rússia, Israel, Azerbaijão e Luxemburgo. Bobby Zamora, já convocado por Fabio Capello para alguns amistosos, fica na expectativa de defender a Inglaterra na chave I, contra Montenegro, Ucrânia, Polônia, Moldávia e San Marino.

Nas eliminatórias das Américas do Norte, Central e Caribe, o Fulham tem hoje representados o mexicano Carlos Salcido e o americano Clint Dempsey. Ambas as seleções entram diretamente na terceira fase da competição. O México caiu no grupo 2, com a Costa Rica e mais dois vindos das preliminadores. Já os Estados Unidos ficou no 1, junto de Jamaica e outros dois a serem definidos.

Na África, mais dois representantes Cottagers no atual plantel. A Nigéria, de Dickson Etuhu, terá de vencer um grupo que conta com Malauí e outros dois saídos das fases preliminares, para tentar chegar ao Mundial do Brasil. Já a Argélia, de Rafik Halliche, caiu numa chave com Mali, Benin e outro a ser definido. Nestas eliminatórias, apenas os vencedores dos dez grupos seguem vivos na disputa.

Por fim, na Ásia, há a expectativa de mais uma eliminatória a ser disputada pelo veterano goleiro australiano Mark Schwarzer. Ele, que terá 40 anos quando da disputa da Copa, confirmou que deseja atuar no torneio para realizar sua despedida do futebol. A Austrália caiu num grupo ao lado de Arábia Saudita, Omã e Tailândia. Os dois primeiros avançam para a fase decisiva.


Espera-se também que alguns jovens valores do elenco cottager, tais com Matthew Briggs e Tom Donegan (Inglaterra), Pajtim Kasami (Suíça), Marcel Gecov (República Tcheca), Kerim Frei (Suíça ou Turquia), Corey Gameiro (Austrália), Lauri Dalla Valle (Finlândia) e Marcello Trotta (Itália), possam ser convocados pra seleções principais de seus países ao longo das eliminatórias. São jogadores promissores que já defenderam (ou ainda defendem) as seleções de base de seus respectivos países, então resta esperar para ver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário