Mais um desastre em Craven Cottage


O Fulham enfim conseguiu. Depois de 18 partidas - as últimas oito sem vitória - os Cottagers entraram na zona de rebaixamento neste domingo, na rodada do Boxing Day da Premier League - agora, o clube está há sete anos sem vencer nesta data. A derrota desta vez foi para o tenebrosamente ruim time do West Ham, até então lanterna do campeonato: 3 a 1, em pleno Craven Cottage. A pressão para a demissão de Mark Hughes parece ter atingido o ápice.
.
Em campo, o West Ham começou melhor e ameaçou primeiro com Carlton Cole, que chutou cruzado pela linha de fundo. Mas os donos da casa aproveitaram muito bem sua primeira oportunidade: após escanteio, a bola sobrou com Davies, que cruzou na cabeça de Aaron Hughes. O norte-irlandês subiu sozinho e fez 1 a 0 aos 10 minutos de jogo.
.
Abatido, o time dos Hammers escapou de levar o segundo num chute de longe de Andy Johnson, bem defendido por Green. Contudo, aos poucos o Fulham foi baixando o ritmo. A partida foi se arrastando até os 37 minutos. Foi quando Etuhu resolveu entregar o ouro: deu um legítimo passe para Cole, na cara de Schwarzer, empatar o confronto.
.
Mas podia piorar. Aos 45, mais uma vez a defesa dos Whites ajudou, com Salcido e Hangeland esquecendo de marcar Piquionne. O camisa 30 recebeu cruzamento de Parker e virou o placar, 2 a 1.
.
O Fulham não melhorou na etapa final. Piorou. Aos sete minutos, vendo que o time não conseguia superar o bloqueio defensivo do West Ham, Mark Hughes fez logo duas trocas: Eddie Johnson e Duff nos lugares de Etuhu e Dempsey. Mas as alterações não surtiram efeito, e os donos da casa seguiram sem achar brechas para empatar.
.
Nos contra-golpes, o West Ham quase marcou o terceiro com Parker, que se livrou de Hangeland e, na pequena área, bateu para fora. Mas o Fulham não escapou aos 28 minutos. Com mais um vacilo da defesa: Aaron Hughes, de cabeça, deu um presente para Cole finalizar cruzado e fechar o placar em 3 a 1. Eddie Johnson ainda teve ótima chance para descontar instantes depois, mas Green fez ótima defesa.
.
Ao fim do jogo, merecidas vaias para a atuação Cottager. Mark Hughes mostrou o quão perdido está no comando técnico do time, insistindo em um jogador que já deu mostras de que nem poderia ter virado profissional (Eddie Johnson) e efetuando substituições sem nenhum resultado prático (Dempsey, que vinha com boa movimentação, saiu, enquanto Gera, sumido em campo, continuou). Passou da hora de Mohammed Al Fayed efetuar a sua troca.
.
Na próxima terça, o Fulham viaja à cidade de Stoke, onde visita o time local. Resta saber se ainda com Mark Hughes.
.
Fulham: Schwarzer, Pantsil, Hughes, Hangeland, Salcido, Etuhu (E. Johnson), Murphy, Gera, Davies, A. Johnson e Dempsey (Duff).

West Ham: Green, Ben-Haim, Tomkins, Upson, Gabbidon, Kovac, Parker, Sears, Stanislas, Cole e Piquionne (Nouble).
Foto: BBC
Os gols do jogo podem ser vistos neste link, do site da ESPN Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário