Brede Hangeland, herói dos acréscimos



Aos 49 minutos do segundo tempo, o Fulham escapou de sofrer sua terceira derrota nesta Premier League. O empate com o Aston Villa em 1 a 1, no estádio Craven Cottage, acabou muito comemorado pela forma como aconteceu. Os visitantes foram melhores em boa parte do jogo, desperdiçaram várias chances e, no último lance, não pararam uma cabeçada de Hangeland em cruzamento de Danny Murphy.
.
O Villa, sem ganhar desde setembro, foi ao ataque no começo da partida. Bannan e Albrighton tiveram chances para abrir o placar, mas a grande oportunidade mesmo foi de Delfouneso: ele subiu sem marcação e cabeceou rente à trave esquerda de Schwarzer.
.
O Fulham criou sua única jogada de perigo nos primeiros 45 minutos com Gera. O húngaro pegou rebote de Friedel - após tentativa de Dempsey - e mandou por cima. Pouco depois, aos 41', o Villa enfim marcou. Bannan fez ótimo lançamento, Salcido não marcou e Albrighton apareceu livre para não desperdiçar, 1 a 0.
.
Em vantagem, o Aston Villa se postou mais defensivamente na etapa final. O Fulham ainda perdeu Baird, lesionado e substituído por Kelly, antes de colocar mais um atacante em campo: Andy Johnson, no lugar do volante Greening. Foi com o camisa 8 a grande chance de empate dos donos da casa. Ele foi lançado por Murphy, mas sua tentativa de driblar Friedel falhou.
.
Os mandantes perderam outro lateral por lesão: Salcido, atingido sem bola por um adversário. Hughes teve de improvisar Damien Duff na lateral-esquerda. O Villa se aproveitou dos contra-golpes e quase matou o jogo por pelo menos duas vezes. Delfouneso cabeceou na trave e chutou para fora já perto dos acréscimos.
.
O árbitro deu quatro minutos de descontos. O Fulham atacou em apenas um. Foi o bastante: Duff sofreu falta na ponta esquerda, Murphy levantou na área e Hangeland subiu mais que os rivais para empurrar para o gol. Foi o segundo gol dele em acréscimos no ano, pois já havia igualado o placar contra o Manchester United em circunstâncias semelhantes.
.
A sétima igualdade cottager nesta temporada deixou o time de Mark Hughes no 12° lugar na tabela, com 13 pontos. O próximo adversário promete ser ainda mais difícil que o de sábado: o Chelsea, em Stamford Bridge, no meio de semana.
.
Fulham: Schwarzer, Baird (Kelly), Hughes, Hangeland, Salcido (Duff), Greening (A. Johnson), Murphy, Davies, Gera, Dempsey e Dembele.
Aston Villa: Friedel, L. Young, Dunne, Collins, Warnock, Reo-Coker (Clark), Bannan, Downing, Albrighton, A. Young e Delfouneso (Ireland).

Foto: Fulham FC

Nenhum comentário:

Postar um comentário