Não mais invictos



Depois de oito rodadas, acabou a invencibilidade do Fulham nesta Premier League. O algoz foi o Tottenham, em dérbi londrino realizado no Craven Cottage. O placar de 2 a 1 acabou sendo justo pelo o que o Fulham (não) apresentou em especial no segundo tempo do confronto. Em termos de escalação, a novidade foi a volta de Dembele no time, depois de algumas semanas parado por lesão.
.
Os Cottagers começaram bem o duelo. Já haviam criado duas boas chances antes de Diomansy Kamara finalmente abrir o placar com meia hora de partida. Dempsey escapou da marcação e achou o senegalês, que não desperdiçou. Mas a vantagem durou um minuto: Van der Vaat passou por Aaron Hughes e encobriu Schwarzer. A bola deu no travessão e sobrou com Pavlyuchenko, 1 a 1.
.
O segundo tempo foi quase todo dos Spurs. Mark Schwarzer impediu a virada em conclusão de Van der Vaart. Mas não pode fazer nada quando, aos 18 minutos, Huddlestone marcou o gol da vitória dos visitantes. Foi uma jogada polêmica, tanto que o árbitro Mike Dean nicialmente marcou impedimento de Gallas - que não participou da jogada -, mas depois de falar com o auxiliar, correu para o meio.
.
O Tottenham se segurou na defesa e o Fulham esbarrou na falta de criatividade. Quando houve, parou na falta de pontaria de Kamara. A derrota fez com que os Whites terminassem o sábado na 11ª colocação.
.
Fulham: Schwarzer; Baird, Hughes, Hangeland, Salcido, Greening (E. Johnson), Murphy (Kelly), Dempsey, Davies, Kamara e Dembele (Gera).
Tottenham: Gomes, Hutton, Gallas, King (Bassong), Assou-Ekotto, Sandro (Lennon), Huddlestone, Bale, Modric, Van der Vaart e Pavlyuchenko (Crouch).

Foto: Fulham FC


Nenhum comentário:

Postar um comentário